skip to content

Título "Professor Honoris Causa" a Boaventura de Sousa Santos

Data: 
24/04/2017 -
14:30 até 17:30
Descrição: 
O catedrático da Universidade de Coimbra, Boaventura de Sousa Santos, recebe o título de "Professor Honoris Causa" da Universidade Federal de Ouro Preto, em uma sessão solene na segunda-feira (24). O honoris causa é um título utilizado quando uma universidade deseja conceder um título de honra para uma personalidade de grande destaque ou importância por seu trabalho. 
 
Confira a programação:
 
Boaventura de Sousa Santos atualmente é professor catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Distinguished Legal Scholar da Faculdade de Direito da Universidade de Wisconsin-Madison e Global Legal Scholar da Universidade de Warwick. 
 
Além disso, é diretor do Centro de Estudos Sociais e coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa - ambos da Universidade de Coimbra - e do projeto ALICE, Espelhos Estranhos, Lições Imprevistas, que pretende dar continuidade à reinvenção da Emancipação Social, repensando e renovando o conhecimento científico-social à luz das Epistemologias do Sul com o objetivo de desenvolver novos paradigmas teóricos e políticos de transformação social. 
 
Participa da coordenação científica dos Programas de Doutoramento do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra: Direito, Justiça e Cidadania no Século XXI - Democracia no Século XXI - Pós-Colonialismos e Cidadania Global.

boaventura.jpg

Reprodução internet
 
BIOGRAFIA - Boaventura licenciou-se no curso de Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 1963. Ao final do curso, foi para Alemanha estudar Filosofia do Direito, onde também fez pós-graduação e viveu a experiência de dois mundos separados pelo Muro de Berlim durante a Guerra Fria. 

Após a temporada em Berlim, fez doutorado na Universidade de Yale. Sua tese de doutoramento, publicada pela primeira vez em português em 2015 (Direito dos Oprimidos, Almedina), é marco fundamental na sociologia do direito, resultado do trabalho de campo centrado em observação participante numa favela do Rio de Janeiro.

Foi um dos fundadores da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra em 1973, onde criou o curso de Sociologia. Em meados da década de 1980, assumiu estruturalmente o papel de investigador para quem a compreensão do mundo é muito mais ampla que a compreensão ocidental do mundo. Fez investigações no Brasil, em Cabo Verde, Macau, Moçambique, África do Sul, Colômbia, Bolívia, Equador e Índia. Viaja por múltiplos lugares, dando aulas e palestras, alargando seu leque de experiências de aprendizagem. 

Boaventura está entre os principais impulsionadores do Fórum Social Mundial. O espírito que envolve o Fórum é fundamental em seus estudos da globalização contra-hegemônica e na promoção da luta pela justiça cognitiva global, que subjaz seu conceito de Epistemologias do Sul. Entre os conceitos fundamentais do autor, destacam-se a sociologia das ausências, a sociologia das emergências, a ecologia de saberes, a linha abissal, o pensamento pós-abissal, o epistemicídio, a interlegalidade, o Estado heterogêneo, a razão indolente, a razão metonímica e o fascismo social. 
Ao longo de sua trajetória, o autor publicou trabalhos sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos. Traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês e alemão. Santos também é poeta, autor do livro Escrita INKZ: antimanifesto para uma arte incapaz.

Obras de destaque:

1974 - Law Against Law: Legal Reasoning in Pasargada Law 
1975 - Democratizar a Universidade 
1977 - Da Sociologia da Ciência à Política Científica 
1977 - The Law of Oppressed: The Construction and Reproduction of Legality in Pasargada Law 
1980 - O Discurso e o Poder 
1982 - O Estado, o Direito e a Questão Urbana 
1984 - A Justiça Popular em Cabo Verde 
1985 - On Modes of Production of Social Power and Law 
1985 - Estado e Sociedade na Semiperiferia do Sistema Mundial: o Caso Português
1987 - O Estado, a Sociedade e as Políticas Sociais: o caso das Políticas de Saúde 
1988 - Um Discurso Sobre as Ciências 
1989 - O Social e o Político na Transição Pós-Moderna 
1989 - Introdução a uma Ciência Pós-Moderna 
1990 - Estado e Sociedade em Portugal, 
1974 - 1988 1991, Estado Derecho y Luchas Sociales 
1993 - (org.) Portugal, Um retrato singular 
1994 - Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade 
1997 - O Pulsar da Revolução: Cronologia da revolução de 25 de Abril, 
1973 - 1976 , em colab. 
1998 - Reinventar a Democracia 
1999 - Um Discurso Sobre as Ciências 
2000 - A Crítica da Razão Indolente: Contra o Desperdício da Experiência , prémio Jabuti 2001. 
2001 - Globalização: Fatalidade ou Utopia? 2003, Democratizar a Democracia 2004, A Fita do Tempo da Revolução
Local: 
Centro de Artes e Convenções da UFOP
d s t q q s s
 
 
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30