skip to content

Mariana e Ouro Preto recebem projeto antropofágico

Twitter icon
Facebook icon
Google icon

O Barroco, um dos movimentos culturais mais importantes do Brasil, será discutido e recriado em Mariana e Ouro Preto nos dias 8 e 9 de abril. As cidades, símbolos da arte barroca, receberão, respectivamente, os projetos "Antropofagia" e "Roteiro das Minas", desenvolvidos pela atriz, poeta e compositora Beatriz Azevedo. 

O projeto é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com as secretarias de Patrimônio de Mariana e Ouro Preto e com o patrocínio da Cemig, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A iniciativa faz parte de um grande projeto multicultural e inclui o lançamento do livro "Antropofagia – Palimpsesto Selvagem", debate sobre o tema e a leitura dramática do "Manifesto Antropófago", escrito por Oswald de Andrade em 1928.

LIVRO ANTROPOFAGIA – PALIMPSETO SELVAGEM - No livro, a autora coloca em cena reflexões contemporâneas com base na antropofagia em perspectiva plural, abarcando desde o ritual Tupinambá, antes da chegada dos colonizadores europeus, em 1500, passando pela eclosão do movimento antropofágico durante o modernismo no século XX, o tropicalismo na década de 60, o mangue beat na década de 1990, até as primeiras décadas do século XXI.

No lançamento, estarão reunidos a filósofa e escritora Márcia Tiburi, o pesquisador de música brasileira e de poesia contemporânea Júlio Diniz e o jurista Rubens Casara. Os convidados participarão do debate que terá como tema a Antropofagia.

PROJETO ROTEIRO DAS MINAS - A iniciativa busca, dentre outros aspectos, oferecer um novo olhar sobre a cultura nacional com base na Caravana Modernista, responsável por "descobrir", em 1924, a identidade do homem brasileiro e criar um movimento de valorização do passado colonial e do barroco mineiro. O grupo, que contou com Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Tarsila do Amaral, passou por Belo Horizonte, Ouro Preto, São João del-Rei, Tiradentes, Mariana e Congonhas.

Em Mariana, o projeto acontecerá no sábado (8), no Teatro Sesi Mariana. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria. A apresentação em Ouro Preto será realizada no domingo (9), no Teatro Municipal Casa da Ópera. As senhas para essa apresentação serão distribuídas apenas no sábado (8), das 12h às 16h.

Ambas as apresentações têm início às 19h, são gratuitas e estão sujeitas a lotação. 

Veja também

9 Novembro 2017

A iniciativa do Aulão Solidário, do professor Éverlan Stutz, formado em Artes Cênicas pela UFOP, conseguiu coletar alimentos não perecíveis...

Leia mais

1 Novembro 2017

Dois anos do rompimento da barragem de Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana. Uma tragédia socioambiental, com forte repercussão...

Leia mais

30 Outubro 2017

Pela 17° vez, calouros das repúblicas da Associação das Repúblicas Reunidas de Ouro Preto (Arrop) e da Associação da Repúblicas...

Leia mais

17 Outubro 2017

A 8ª edição do Campus Aberto acontece sábado (21). Atividades diversas e para todas as idades acontecerão no gramado em...

Leia mais