skip to content

Rumos da universidade pública em debate no Encontro de Saberes 2016

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Iris Jesus

A oitava edição do Encontro de Saberes 2016, que teve a abertura na terça (22), no Centro de Convenções, estimulou o debate sobre a universidade com a temática “Rumos da Universidade Pública”. 

Estiveram presentes na cerimônia de abertura o reitor Marcone Jamilson Freitas Souza, o presidente da Fundação Gorceix Cristovam Paes de Oliveira, o pró-reitor de Graduação Marcílio Souza, a pró-reitora de Extensão Ida Berenice, o coordenador de Assuntos Internacionais da UFOP Carlos Magno de Souza Paiva e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação Fábio Faversani. 

Na mesa de abertura, os convidados ressaltaram a importância da realização de um evento como o Encontro de Saberes, promovendo debates e discussões acerca do que é produzido na universidade. Segundo o reitor da UFOP, o evento é o mais importante para a comunidade acadêmica, pois promove a integração entre a universidade e a sociedade na qual está inserida, contribuindo assim para o desenvolvimento do conhecimento. 

Em seu pronunciamento, Marcone Jamilson Freitas Souza parabenizou a organização do evento e abordou a escolha do tema. “A discussão dos rumos da universidade brasileira vem em um momento propício, de fortes restrições orçamentárias em todas as áreas - inclusive na educação - o que é mais cruel, pois ocorre logo após uma recente expansão que deu a oportunidade de formação em nível superior a parcelas significativas dos nossos jovens. As medidas adotadas colocam em cheque o plano nacional de educação. O que está em discussão, portanto, é um atraso no desenvolvimento de todo o país”, apontou. 

Ao longo dos dois dias de evento, foram apresentados trabalhos e projetos vinculados a programas desenvolvidos por diversas áreas de ensino, pesquisa e extensão da UFOP e de outras universidades participantes. “Aqui nós temos essa oportunidade de, junto com os demais setores da instituição, ter aquela que, muitas vezes, é a primeira oportunidade que os alunos de graduação tem de apresentar um trabalho e ter essa experiência que é muito importante ao longo de sua vida”, ressalta o pró-reitor de Graduação. 

Rumos da universidade pública

Após a cerimônia de abertura, o professor convidado da Universidade de São Paulo (USP) e ex-diretor de avaliação da CAPES, Arlindo Philippi Jr., ministrou a palestra sobre o tema do encontro. Com a apresentação dividida em categorias, ele apresentou alguns dados acerca do desenvolvimento das universidades brasileiras, sobretudo o crescimento em ensino, pesquisa e extensão, apontando ainda as possibilidades e os desafios institucionais, acadêmicos e científicos que deverão ser enfrentados. 

Ao longo da palestra, Arlindo ressaltou a importância da interinstitucionalidade, internacionalização e, sobretudo, da interdisciplinaridade para o desenvolvimento satisfatório das universidades. “Nosso desafio é ter essas inter no desenvolvimento e na aplicação, precisamos repensar nossas estruturas. O desafio é pensar ensino, pesquisa e extensão integrados e como esse tripé se coloca na universidade pública”, afirma. 

Programação cultural 

03581_img_2849_890483578871234627.jpg

Iris Jesus
Grupo musical “Chora, Cecília!” formado por ex-alunos do Demus e liderado pelo professor Tabajara Belo


A cerimônia de abertura contou com a apresentação do grupo musical “Chora, Cecília!”, formado por ex-alunos do Departamento de Música (DEMUS) e liderado pelo professor Tabajara Belo. O grupo de choro tocou músicas conhecidas de grandes artistas como Chico Buarque e Tom Jobim, além de composições próprias. 

Além da apresentação do grupo, a edição 2016 do Encontro de Saberes trouxe uma programação cultural que contou com apresentações musicais, teatrais e espetáculos de circo e de dança.

Confira mais informações no site do evento.