skip to content

Dia da Mulher na UFOP é marcado com intervenções e debates

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Íris Jesus
A UFOP celebrou o Dia da Mulher com ações de conscientização e sensibilização sobre desigualdade de gênero. A terça também foi o dia da abertura do Fórum de Empoderamento da Mulher e Combate a Misoginia que tem como objetivo estimular a discussão sobre as questões de inferiorização e violência relacionadas ao gênero no ambiente acadêmico. 
 
Com esse fórum, a Universidade promoverá atividades que discutam a objetificação, agressão e submissão feminina. Para marcar a abertura, o grupo Ninfeias, juntamente com as moradoras da República Rebu e demais estudantes realizaram a intervenção “Dançar é uma revolução: pela vida das mulheres”. As estudantes que participaram da ação dançavam vestidas de vermelho e com fones de ouvido, como um manifesto pelo direito ao próprio corpo. 
 
Além da intervenção, o dia das mulheres na UFOP contou ainda com a mesa de Assessoria Jurídica “Você sabe o que é assédio? Procure se informar!”, promovida por professores do Dedir, e mostra de filme e bate papo, promovidos pelo grupo Ninfeias. 
 
Em paralelo ao fórum realizado pela Universidade, a Refop e a Arrop promovem o “Fórum Social Republicano: o empoderamento da mulher e a desconstrução do machismo”, que atuará dentro do meio republicano, possibilitando discussões sobre a autonomia das mulheres no controle de seus próprios corpos, de sua sexualidade e de seu direito de ir e vir. Para acompanhar as próximas ações dos dois fóruns, fique atenta(o) à programação no site da UFOP. 
 
 
 
 
Fotos: Íris Jesus 

Veja também

25 Abril 2017

O 2º Seminário de Extensão Universitária da UFOP tem como objetivo mobilizar docentes, técnicos e discentes para contribuir com o...

Leia mais

30 Março 2017

O livro "Saberes e sabores em oficinas de culinária", escrito pela professora da Escola de Nutrição (ENUT) da UFOP, Sônia...

Leia mais

27 Março 2017

Já foram comprovados vários benefícios relacionados ao hábito de praticar atividades físicas, seja na infância, na vida adulta ou na...

Leia mais

17 Março 2017

Solidão. Opressão. Racismo. Estupro. Desigualdade. Política. Vaidade. Esses foram alguns dentre os tantos medos e tristezas explicitados em cartas e...

Leia mais