skip to content

Professora da UFOP promove bate-papo feminista na Biblioteca Municipal de Ouro Preto

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Íris Jesus

O bate-papo proposto pela professora Nina Caetano, do curso de Artes Cênicas da UFOP, se intitula "Feminismo pra quê?" e é uma das atrações da semana de Arte, Luta e Re-Existência do coletivo Ninféias (Núcleo de INvestigações FEminIstAS). A conversa foi com alunos da Escola Estadual Dom Pedro II, educadoras e mulheres da terceira idade. 

Para abrir essa conversa, Caetano exibiu o curta-metragem francês "Majorité Opprimée" (tradução: Maioria Oprimida, 2010), dirigido por Eleanor Pourriat, que descreve uma sociedade com desigualdade de gênero assim como a qual vivemos, entretanto, no filme os desfavorecidos eram os homens. 

Após a exibição do curta, houve um caloroso debate entre os participantes no qual Nina Caetano apresentou estatísticas de violência de gênero como feminicídio e violência doméstica (com dados da Rede Integrada de Segurança Pública, de 2013 a 2015). A professora de Artes Cênicas ressaltou ainda que o curta-metragem, apesar de inverter os papeis vividos pelos gêneros feminino e masculino, representa valores de uma sociedade machista e que as sociedades matriarcais não reproduzem essas violências. 


No final do bate papo, ao ser questionada sobre o público que recebeu no evento — uma maioria de adolescentes de ensino médio —, Caetano falou sobre a importância desse tipo de conversa com adolescentes "É uma mentalidade que ainda está se formando, então ainda é tempo de rever os próprios comportamentos. Eu faço parte de um coletivo que é o Ninfeias e a gente faz um trabalho também com crianças no ensino fundamental, mas, muitas vezes, as crianças, por mais que elas estejam mais abertas que os adolescentes, ainda não sentiram a pressão do machismo. No caso dessa faixa etária, tanto os meninos já estão o exercendo, como as meninas já estão sofrendo um processo de violência [...] é nessa faixa etária que se torna muito evidente em seus próprios corpos as opressões."

O Mulheres em Reconstrução 2017 se encerra hoje às 23h, no Clube XV de Novembro, para saber mais acesse a programação.

Veja também

25 Abril 2017

O 2º Seminário de Extensão Universitária da UFOP tem como objetivo mobilizar docentes, técnicos e discentes para contribuir com o...

Leia mais

30 Março 2017

O livro "Saberes e sabores em oficinas de culinária", escrito pela professora da Escola de Nutrição (ENUT) da UFOP, Sônia...

Leia mais

27 Março 2017

Já foram comprovados vários benefícios relacionados ao hábito de praticar atividades físicas, seja na infância, na vida adulta ou na...

Leia mais

17 Março 2017

Solidão. Opressão. Racismo. Estupro. Desigualdade. Política. Vaidade. Esses foram alguns dentre os tantos medos e tristezas explicitados em cartas e...

Leia mais