skip to content

Ufop e autoridades locais fazem reunião sobre Zika e traçam ações para Ouro Preto e Mariana

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Thiago Barcelos
Com Douglas Gomides/Caint
 
No início da ssemana, foi realizada mais uma reunião na Pró-reitoria de Extensão (Proex), para definir ações de combate ao aedes agypti na região, dando sequência às ações de mobilização desencadeadas na UFOP em parceria com as prefeituras de Ouro Preto e Mariana.
 
A vice-reitora Célia Maria Nunes aproveitou o encontro para relatar as discussões que o ministro da Educação, Aloísio Mercadante, teve com representantes das Instituições Federais de Ensino Superior, em Brasília, no dia 4,  para tratar do tema. Segundo ele, o Governo Federal conta com a colaboração das universidades nas atividades de ensino, pesquisa e extensão para vencer os desafios que se apresentam neste momento, 
 
AÇÕES - Na conversa, foram planejadas ações de curtos e médios prazos para combater esse problema, que afeta todo território brasileiro. Em curto prazo, foram projetadas atuações em algumas escolas da região, na sexta (19).
 
Para médio prazo, a proposta apresentada foi da capacitação de professores com o intuito de os tornarem personagens-chaves na aproximação dos conteúdos educativos com a comunidade.
 
IMPORTANTE - O combate à Zika é uma responsabilidade não só dos órgãos públicos, mas também de toda a população. O mosquito da dengue (aedes aegypti) se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada limpa ou pouco poluída). A conscientização da população e a tomada de medidas são de fundamental importância para a redução e, quem sabe, a erradicação desta doença do Brasil.
 
As discussões sobre medidas de combate ao mosquito aedes agypti vão continuar na UFOP, segundo a pró-reitora de Extensão Ida Berenice. Para o dia 29, a Universidade receberá a visita da pós-doutora em Parasitologia, Marise Maleck, para falar sobre o tema e melhor orientar as ações aqui desencadeadas.

Veja também

17 Março 2017

Solidão. Opressão. Racismo. Estupro. Desigualdade. Política. Vaidade. Esses foram alguns dentre os tantos medos e tristezas explicitados em cartas e...

Leia mais

17 Março 2017

O professor do curso de Jornalismo da UFOP, Adriano Medeiros, lançou, na última quinta (16), a exposição fotográfica "Memória sensível:...

Leia mais

10 Março 2017

O bate-papo proposto pela professora Nina Caetano, do curso de Artes Cênicas da UFOP, se intitula "Feminismo pra quê?" e...

Leia mais

9 Março 2017

O debate "Vamos conversar sobre assédio?" foi realizado na última quarta-feira (08), Dia Internacional da Mulher, no Instituto de Ciências...

Leia mais