skip to content

50ª edição do Festival de Inverno homenageia Zé Pereira

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Íris Zanetti

A 50ª edição do Festival de Inverno Ouro Preto e Mariana - Fórum das Artes será realizada de 8 a 23 de julho. Neste ano, a agremiação folclórica-carnavalesca Zé Pereira do Club dos Lacaios será homenageada, junto com o icônico personagem. Sediada em Ouro Preto, a agremiação completa 150 anos de atividades ininterruptas em 2017.

Além da homenagem, a edição ainda será marcada por uma forte presença das tradições locais em sua programação. Segundo Wilson Pereira de Oliveira, pró-reitor adjunto de Extensão, ao trazê-las para o evento, o intuito é aproximar a população da região do Festival. “Nós entendemos que as cidades têm de se mostrar no Festival. E geralmente são pessoas de fora que trazem contribuições à cultura local e não o oposto, mas os convidados principais são os integrantes de atividades artísticas dos municípios de Mariana e Ouro Preto”, explica.

Gabriela Gomes, professora do curso de Museologia da UFOP e coordenadora do Projeto “Residência do Zé Pereira: a história do Clube dos Lacaios contada por sua gente”, ocupa a posição de curadora de tradições nesta edição do Festival.  Para ela, “é como se a universidade passasse a dar voz à comunidade. A sensação é de uma realização muito grande, pois a gente se torna interlocutor entre a cidade e a Universidade, valorizando as tradições locais”, ressalta. Além da agremiação, outras organizações locais terão espaço dentro do evento da Universidade.

ZÉ PEREIRA - Fundada em 1867, a agremiação folclórica-carnavalesca Zé Pereira do Club dos Lacaios é a mais antiga em atividade no Brasil. Desde sua fundação, o Zé Pereira desfila pelas ladeiras de Ouro Preto com seus três bonecos mais antigos: Catitão, Baiana e Benedito, acompanhados do toque dos clarins e das lanternas.

Para o presidente da agremiação, Arthur Ramos Carneiro, é importante falar sobre e, principalmente, valorizar as tradições da cidade em um evento grande como o Festival de Inverno. “Eu fico muito feliz com essa oportunidade, não só pelo Zé Pereira, mas também por outras instituições culturais aqui da região, como o Congado e outras mais. Acredito que temos que valorizar  o que é feito aqui, tanto em Ouro Preto como em Mariana. Será uma oportunidade de aproximar a comunidade da universidade, de desmistificar um pouco o preconceito que existe”, acrescenta.

INSCRIÇÕES - A organização do Festival recebe, até o próximo domingo (21), as inscrições para eventos e oficinas. São previstas atividades em Ouro Preto, Mariana e João Monlevade. O edital e os formulários de inscrições podem ser acessados em festivaldeinverno.ufop.br.

Membros da comunidade acadêmica que desejem levar projetos que já desenvolvem dentro da Universidade para o Festival podem se inscrever pelos mesmos formulários e seguindo o mesmo edital.

Veja também

24 Agosto 2017

A " Carta Mariana e Ouro Preto de Políticas Culturais " aborda o planejamento cultural da região dos municípios por...

Leia mais

18 Julho 2017

35580104560_7c5e668f47_b.jpg Larissa Pinto O grupo Maracatrupe passou pelo corredor cultural no último domingo (16) Com o objetivo de reunir os...

Leia mais

13 Julho 2017

Cultura e tradições populares são destaques na edição 2017 do Festival de Inverno. Os trabalhos de diversos artesãos e artistas...

Leia mais

12 Julho 2017

Neste ano, serão 71 oficinas distribuídas entre as três cidades. As duas cidades da região dos Inconfidentes, Mariana e Ouro...

Leia mais