skip to content

Nota da Andifes sobre condução coercitiva na UFMG

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Andifes
Com: 
Andifes
A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em nome dos (as) sessenta e três reitores (as) das Universidades Federais brasileiras, vem, mais uma vez, manifestar a sua indignação com a violência, determinada por autoridades e praticada pela Polícia Federal, ao conduzir coercitivamente gestores (as), ex-gestores (as) e docentes da Universidade Federal de Minas Gerais, em uma operação que apura supostos desvios na construção do Memorial da Anistia.
 
Confira a nota na íntegra no site da Andifes. 

Veja também

25 Maio 2018

A suspensão do atendimento nos restaurantes de Ouro Preto e Mariana é devido à greve dos caminhoneiros, que trouxe como...

Leia mais

24 Maio 2018

A Pró-Reitoria de Administração (Proad) da UFOP informa que, em função da greve dos caminhoneiros e seguindo as recomendações das...

Leia mais

24 Maio 2018

O professor do Departamento de Educação (DEEDU), Luciano Campos da Silva, e a professora do Departamento de História (DEHIS), Helena...

Leia mais

23 Maio 2018

Devido à paralisação das malhas rodoviárias do Estado, diversos fornecedores do Restaurante Universitário (RU) comunicaram sobre a impossibilidade de realizar...

Leia mais