skip to content

Cônsul da Holanda visita UFOP para debater mineração e sustentabilidade

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Tuila Dias
O encontro foi solicitado pelo Consulado Holandês e ocorreu na última quarta (20), no prédio da reitoria, em Ouro Preto. Na reunião, foram discutidos temas acerca da mineração e da sustentabilidade, principalmente em referência ao rompimento das barragens da Samarco, ocorrido em novembro de 2015. 
 
A Holanda possui experiência notória em gerenciamento de água, e a missão das empresas holandesas, chefiada pelo consulado do país, vem ao Brasil para participar da Exposição Internacional de Mineração (Exposibram) e do Congresso Brasileiro de Mineração, que ocorrem em Belo Horizonte, e oferecer conhecimento nas áreas afetadas pela lama. Nesse sentido, a UFOP, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) foram as escolhidas para receber uma visita com o objetivo de buscar possibilidades de parceria e implementar discussões nas áreas biológica, social, geológica e da mineração.
 
Maarten Rusch, cônsul geral adjunto da Holanda, que atua no Rio de Janeiro, afirma a importância do encontro no sentido de auxiliar em questões ambientais nas áreas de mineração, unindo tecnologia e conhecimento acadêmico. "É muito interessante, pois sabemos que as universidades da região têm muito conhecimento nas situações locais e em tecnologia, e queremos conectar esses conhecimentos", ressalta.
 
Enviado especial de Recursos Naturais do governo holandês, Dirk-Jan Koch, também lidera a missão e esteve presente no encontro. Koch é ligado ao Ministério das Relações Exteriores da Holanda e ocupa um cargo equivalente ao de embaixador de sustentabilidade. Além disso, é especialista em mineração, diplomata, escritor, cientista social e professor de Desenvolvimento Econômico e Comércio Internacional da Universidade Radboud. Na Exposibram, Koch fará uma palestra na quinta-feira (21), cujo tema é "O papel da mineração na governança da água". 
 
"Acredito que pode ser muito positivo manter esses contatos, no intuito de colocar em colaboração pesquisadores da UFOP com os pesquisadores e empresas que possuem tecnologia no exterior. Isso pode resultar não só em produtos científicos mas também em soluções na área afetada pelo rompimento das barragens", afirma o vice-reitor da UFOP, Hermínio Arias Nalini Júnior, que levantou ainda a possibilidade de trabalhar em outras regiões, com foco na área social e ambiental.
 
Na reunião, estiveram presentes também os professores Sérgio Francisco de Aquino, pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, Hermani Mota Lima, vice-diretor da Escola de Minas e Yasmine Antonini, do Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente. Após a reunião em Ouro Preto, a equipe do consulado seguiu para Mariana, para um encontro com o prefeito Duarte Gonçalves Junior. 
 
EXPOSIBRAM - É o maior evento do setor de mineração do Brasil. Em sua 17ª edição, empresas holandesas apresentam suas experiências para desenvolver soluções conjuntas na realidade brasileira. Quatro temas principais integram o programa da missão: gerenciamento de barragens, monitoramento e eficiência de recursos hídricos, água potável e tratamento de rejeitos líquidos.

Veja também

17 Outubro 2017

A Coordenadoria de Assuntos Internacionais (CAINT) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) promoveram, na última...

Leia mais

17 Outubro 2017

As inscrições nos cursos do programa Idiomas sem Fronteiras (IsF) foram prorrogadas até segunda (23). Os cursos são gratuitos e...

Leia mais

10 Outubro 2017

Os cursos do programa Idiomas sem Fronteiras (IsF) continuam com inscrições abertas. Serão oferecidos nove cursos para a comunidade da...

Leia mais

4 Outubro 2017

Os programas têm por finalidade promover o intercâmbio de estudantes de nível superior como forma de adquirir uma visão mais...

Leia mais