skip to content

Cedufop leva saúde e bem-estar para a comunidade

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Iris Jesus

Já foram comprovados vários benefícios relacionados ao hábito de praticar atividades físicas, seja na infância, na vida adulta ou na velhice, pois, sob todos os aspectos, melhorias se manifestam no organismo humano. Neste sentido, o Centro Desportivo da UFOP (Cedufop), por meio de projetos de extensão, oferece à comunidade diversas atividades físicas e de lazer.

O público atendido vai desde alunos, professores e funcionários da Universidade até moradores de Ouro Preto. Segundo o diretor do Cedufop, professor Heber Eustáquio de Paula, a ideia é que "o centro desportivo seja visto como uma ferramenta para toda a comunidade". O professor lembra que o Cedufop funciona durante todo o dia e a noite, com horários flexíveis, justamente para estimular a prática do exercício. "Queremos que as pessoas encontrem em suas rotinas um tempo para desfrutar desses espaços e, assim, melhorar sua qualidade de vida", afirma.

LAZER E ESPORTE - Ouro Preto dispõe de poucos espaços destinados à prática de atividades esportivas e de lazer. Frente à essa realidade, o campus Morro do Cruzeiro e a estrutura oferecida pelo Centro Desportivo ganham ainda mais relevância no cenário local.

O diretor do Cedufop destaca que esses espaços são "áreas de interesse público" e que, por isso, é tão importante incentivar a população a frequentar e se apropriar dessas estruturas. "Nossa Universidade detém equipamentos, instalações e profissionais que estão exatamente focados em oferecer esse serviços e contribuir para a evolução desse cenário". Dentre as iniciativas proposta, está o Campus Aberto.

03255_img_8978_5605513172948838223_1.jpg

Iris Jesus
Campus Aberto é umas iniciativas que buscam integrar a comunidade ao espaço da Universidade

FORMAÇÃO - O curso de Educação Física possui as atividades extensionistas como ponto-chave no processo de formação dos alunos. Ao atender às demandas da comunidade, por meio dos projetos oferecidos, os alunos têm a oportunidade de exercer, na prática, a futura profissão. Segundo o professor Everton Soares, chefe do colegiado do curso na modalidade bacharelado, "é importante que o profissional tenha além do conhecimento técnico-científico, a capacidade de motivar e argumentar com os seus alunos, e isso se aprende com o contato com as pessoas".

Ele ressalta que a diversidade dos projetos oferecidos contribui para uma formação mais completa: "Os alunos lidam com vários públicos, que possuem necessidades diferentes, e isso faz com que o aprendizado seja ainda mais intenso".

ENSINO DE LUTAS - Conhecidas por melhorar a coordenação motora, aumentar a resistência do organismo e oferecer maior condicionamento físico, as artes marciais também estão presentes nos projetos do Cedufop. As aulas, oferecidas em diferentes modalidades, são abertas para toda a comunidade. Homens e mulheres de todas as idades podem participar. 

img_9257_-_redimensionada.jpg

Íris Jesus
A aula de Jiu-Jitsu é orientada pelo monitor Alexandre Vilela

O coordenador do projeto, professor Daniel Barbosa Coelho, ressalta que as aulas buscam "oferecer uma prática saudável, interessante e com cunho cultural, visando principalmente à prática do exercício físico". Ele afirma ainda que um dos princípios das artes marciais é justamente a inclusão, por isso o "projeto não faz nenhum tipo de seleção técnica e de desempenho" e que, além disso, durante as aulas, os alunos treinam todos juntos, "para que os mais velhos possam ensinar os mais novos, independente da faixa ou da idade". 

Alunos do curso de Educação Física e de outros cursos, que possuem conhecimentos técnicos em suas respectivas modalidades, atuam como monitores do projeto. Alexandre Vilela, aluno da Engenharia Civil, é um deles. Faixa marrom em Jiu-Jitsu, ele afirma que a estrutura oferecida pelo Centro Desportivo é um dos pontos principais do projeto e que o custo-benefício das aulas tem atraído cada vez mais pessoas.

PROJETOS - O Centro Desportivo oferece diversas atividades, distribuídas durante todos os dias da semana. Há projetos voltados para públicos de várias idades e há também aqueles que contemplam grupos com necessidades específicas. São oferecidos atualmente:

- Programa Ouro Preto, saúde e Movimento: estão vinculados a esse projeto as aulas de atividade física para diabéticos, as aulas de aerodance, as aulas de ginástica coletiva e o ensino de lutas para crianças e adultos (Aikido, Jiu-Jitsu, Judô, Karatê e Taekwon-dô);
- Musculação e qualidade de vida;
- Escola de ginástica artística e de trampolim;
- Exercício resistido e envelhecimento humano;
- Escola de futsal (equipes de formação e competição para crianças e jovens - de 5 aos 17 anos);
- Ensino de futebol de campo (também voltado para o público infantil);
- Voleibol universitário. 

03694_img_9960_8011749747022919671.jpg

Iris Jesus
Aula de aerodance reúne homens e mulheres de todas as idades no ginásio do Cedufop

 

Veja também

20 Junho 2017

Estão abertas as inscrições para as oficinas do Projeto de Extensão "Culturas Juvenis, Escola e Identidade". O projeto é coordenado...

Leia mais

14 Junho 2017

O programa “Carro Biblioteca da UFOP: Projeto de extensão e inclusão social” ganhou o 2º Lugar na 22ª edição do...

Leia mais

12 Junho 2017

Serão dois cursos separados: de cuidador de idosos e de cuidador de crianças. Ambos terão duração de 100 horas e...

Leia mais

8 Junho 2017

O UFOP Convida, programa musical dirigido pelo professor Edésio de Lara Melo e destinado à realização concertos, palestras, workshops e...

Leia mais