skip to content

TV UFOP traz representante da Ancine a Ouro Preto para ampliar horizontes das produções audiovisuais da região

Twitter icon
Facebook icon
Google icon

A partir de uma parceria com a TV UFOP, a Ancine vai enviar um de seus representantes a Ouro Preto, na segunda (29), com o objetivo de promover um encontro com realizadores e produtoras audiovisuais de Ouro Preto e Mariana. O evento visa a divulgação da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs públicas e também a apresentação do edital da Ancine para novas produções. No encontro, os realizadores de produções audiovisuais poderão tirar dúvidas a respeito do edital, bem como perceber, de uma maneira mais aprofundada, o tipo de produção almejada pela Ancine. 

A Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) é fruto de uma parceira entre a Empresa Brasil de Comunicação EBC/TV Brasil e a Agência Nacional de Cinema (ANCINE). Executada por meio da associação dessas entidades com a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura - SAV/MinC e associações representativas desses segmentos do campo público de televisão como a ABEPEC – Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais, a ABTU (Associação Brasileira de Televisões Universitárias) e a ABCCOM (Associação Brasileira de Canais Comunitários), a linha é destinada exclusivamente a projetos propostos por produtoras independentes brasileiras, devidamente cadastradas na ANCINE, para produção de obras nos gêneros ficção, documentário e animação, de curta, média e longa duração, seriadas e não-seriadas. 

A Linha de Produção de Conteúdos Destinados às TVs Públicas (Prodav TVs Pùblicas), em sua primeira chamada pública teve adesão de todas as regiões do país e número recorde de inscrições. Os cinco editais da Linha resultaram na participação de 26 unidades federativas e 768 propostas inscritas – maior número já alcançado por uma linha do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Do total de propostas inscritas, 94 foram selecionadas, contemplando 83 empresas brasileiras independentes. 

Já em fase de produção, os projetos contemplados na primeira Chamada Pública da Linha começarão a ser exibidos a partir do segundo semestre de 2016. Serão aproximadamente 250 horas de programação inédita para cerca de 200 canais de programação do Campo Público de Televisão. 

Pelo segundo ano consecutivo, a linha disponibiliza R$ 60 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para investimentos em obras destinadas ao campo público de televisão, nos segmentos de TV universitária, comunitária e educativa e cultural. 

REGIONALIZAÇÃO
Com o objetivo de regionalizar a produção de conteúdos audiovisuais independentes, os editais são divididos pelas cinco regiões do País, disponibilizando R$ 12 milhões para cada um. Este ano, o edital da Região Sudeste será fracionado entre RJ/SP e MG/ES, destinando metade do valor para cada parte. Compostos majoritariamente por obras seriadas, os cinco editais fomentarão a produção de 56 obras – 26 destinadas ao público adulto, 10 ao público jovem e 20 ao público infantil – totalizando mais de 200 horas de programação. 

O encontro entre o representante da Ancine e os realizadores e produtoras regionais acontece a partir das 18h, no Cine Vila Rica.

Veja também

25 Abril 2017

O 2º Seminário de Extensão Universitária da UFOP tem como objetivo mobilizar docentes, técnicos e discentes para contribuir com o...

Leia mais

30 Março 2017

O livro "Saberes e sabores em oficinas de culinária", escrito pela professora da Escola de Nutrição (ENUT) da UFOP, Sônia...

Leia mais

27 Março 2017

Já foram comprovados vários benefícios relacionados ao hábito de praticar atividades físicas, seja na infância, na vida adulta ou na...

Leia mais

17 Março 2017

Solidão. Opressão. Racismo. Estupro. Desigualdade. Política. Vaidade. Esses foram alguns dentre os tantos medos e tristezas explicitados em cartas e...

Leia mais