skip to content

Docentes são contemplados com bolsa de produtividade

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Nathalia Viegas
O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, contemplou 18 pesquisadores da UFOP com Bolsas de Produtividade no edital de 2015, sendo 16 renovações. A UFOP tem hoje quase 70 docentes bolsistas, que exercem um importante papel no desenvolvimento e formação da Universidade.
 
A concessão dessas bolsas é mediante o cumprimento de três expectativas de áreas de atuação do docente, sendo elas ensino, pesquisa e extensão. Para que essas atividades ocorram de forma plena, o investimento de recurso financeiro é um apoio. O modelo de financiamento das universidades federais depende de agência que fomentam a pesquisa no Brasil todo. Em Minas Gerais, existe a Fapemig, e em nível nacional, a CNPq. 
 
A bolsa de produtividade é um modo de contemplar quem não está mais em formação, mas permanece em desenvolvimento e precisa de uma ajuda de custeio. São bolsas de longo prazo, que duram 36 meses, e são amplamente valorizadas no meio acadêmico. No entanto, a oferta é bem menor que a demanda. O processo de concessão leva em conta, entre outros fatores, a produtividade do docente. “Ela tem um certo prestígio, porque de alguma forma endossa o caráter e qualidade do pesquisador”, assinala o pró-reitor adjunto de Pesquisa e Pós-graduação, professor do departamento de Engenharia Ambiental Alberto de Freitas Castro Fonseca, recém contemplado com uma das novas bolsas. 
 
O que também se espera de um bolsista de produtividade é a produção rotineira de artigos científicos, sobretudo as publicações em periódicos internacionais, com revisão, relevância e alto fator de impacto. Nos periódicos científicos, especialistas na área fazem crítica e avaliação do trabalho apresentado. “Espera-se também que o bolsista tenha evidenciado alguma forma de liderança na sua área do conhecimento, que organize eventos, congressos, que também tenha uma inserção e divulgações nessa área do conhecimento. Espera-se também que ele forme recursos humanos, oriente alunos de graduação, mas principalmente de mestrado e doutorado”, completa Fonseca. 

Veja também

17 Agosto 2017

Graduada em Farmácia e mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFOP, Patrícia Monteiro ganhou o prêmio de melhor trabalho e apresentação...

Leia mais

16 Agosto 2017

Na última semana, o jardim da Escola de Minas deu espaço para a primeira edição do Start Day, iniciativa de...

Leia mais

15 Agosto 2017

Acontece de 11 a 15 de setembro, no campus de Itabira da Universidade Federal de de Itajubá (Unifei), a 4ª...

Leia mais

11 Agosto 2017

Realizado pelo Departamento de Estatística (DEEST) da UFOP e pela escola de medicina da Universidade Harvard, o projeto “Software For...

Leia mais