Ir para o conteúdo

Professores da UFOP apresentam pesquisa em congresso no México

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Divulgação
Os professores Evandro Medeiros e Adriana Bravin, do Departamento de Jornalismo da UFOP, apresentaram o trabalho "Net-activismo y narrativas autónomas de las márgenes del Brasil", na mesa "Ecologias conectivas na Ciudadanía Digital", na última quarta (6), na Universidad Juárez Autónoma de Tabasco, no México.
 
A pesquisa é fruto do trabalho de pesquisa e extensão realizado pelos docentes desde 2019 e relaciona conceitos e abordagens do campo da comunicação, especialmente o net-ativismo, com a realidade ativista do Brasil. A partir disso, são feitos desdobramentos do conceito de narrativas autônomas aplicados diretamente à experiência das mulheres e dos homens atingidos pelos crimes cometidos pela atividade mineradora em Mariana e região.
 
O professor Evandro afirma que apresentar a pesquisa em outro país é essencial para fazer conexões e entender outras realidades. Segundo ele, foi possível perceber que há muito em comum na luta das pessoas ligadas à terra, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos, e de pessoas como as atingidas pelos crimes da mineração em Mariana, especialmente na América Latina. "Nós começamos a tecer parcerias para entender como essas estratégias estão sendo desenhadas em outros lugares e comparar com o que está sendo feito no Brasil, em Minas Gerais e em Mariana, especificamente".
 
O evento fez parte da programação do IV Congreso Internacional de Ciudadanía Digital, que aconteceu entre 4 e 8 de dezembro em Tabasco e também na Universidad Autónoma Metropolitana - Xochimilco, na Cidade do México. O congresso é organizado pelo Observatório Latinoamericano da Cidadania Digital e pelo Centro Internacional de Pesquisa Atopos, dos quais os professores da UFOP fazem parte.
 
O grupo de dez pesquisadores brasileiros que integraram as atividades do congresso seguiram para uma imersão de pesquisa nas comunidades autônomas do estado de Chiapas e na Universidad de la Tierra para observação e troca de saberes sobre net-ativismo indígena.
 
Evandro Medeiros e Adriana Bravim também lançaram o livro "Ativismos, Segurança digital e Narrativas autônomas", produzido com recursos da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proex) e organizado a partir de seminários de extensão e pesquisa, com apoio da Plataforma Cidadania Digital. A obra também foi lançada em Mariana.
 
A mesa teve transmissão online e está disponível no YouTube

 

Veja também

10 Abril 2024

A Universidade Federal de Ouro Preto vai receber entre maio e julho deste ano, estudantes da ISEN Yncréa Ouest, da...

Leia mais

13 Março 2024

Anna Tulie Araújo foi selecionada para integrar a delegação brasileira que participa da 68ª edição anual da Commission on the...

Leia mais

8 Março 2024

Está aberto o edital para seleção de candidatos ao Programa de Mobilidade Acadêmica Internacional para o segundo semestre de 2024...

Leia mais

8 Março 2024

A Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) recebeu três importantes visitas de representantes de universidades da França, Moçambique e Polônia...

Leia mais