skip to content

Comissão de Estratégias para o Retorno às Atividades Presenciais do Iceb inicia atividades

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
NPG
Os membros da Comissão de Estratégias para o Retorno às Atividades Presenciais do Instituto de Ciências Exatas e Biológicas (Iceb) tiveram sua primeira reunião, realizada remotamente, com o objetivo de definir ações para minimizar as dificuldades que serão encontradas na volta das atividades presenciais da UFOP, ainda sem data definida. O encontro, que foi na sexta-feira (4), deu início à primeira etapa do processo de elaboração do Plano de Retorno Seguro às Atividades Presenciais no Instituto.
 
A Comissão foi criada pelo Conselho Departamental do Iceb em agosto e tem como objetivo principal elaborar um plano de segurança e acolhimento aos usuários do Instituto em concordância com a Administração Central da UFOP. Confira a publicação da portaria de criação da Comissão no Boletim Administrativo.
 
Segundo a presidente da Comissão, Roberta Froes, docente do Departamento de Química, "é essencial usar este período de isolamento social para levantar os pontos críticos de circulação e concentração de pessoas nos ambientes internos e externos ao Iceb". A professora aponta que isso vai auxiliar, por exemplo, na identificação das salas, áreas e laboratórios com as piores condições de circulação de ar ou maiores concentrações de pessoas, como também dos pontos estratégicos para instalação de novas pias e totens para distribuição de álcool em gel. "Sem dúvida, a identificação desses pontos como medida de prevenção e combate à Covid-19 será essencial para elaborar um plano inicial condizente com as necessidades atuais do Instituto". 
 
A prefeita do Campus, Sandra Maria Antunes Nogueira, participou da reunião e falou sobre o Grupo de Apoio Técnico à Administração para adequação, reorganização e modificação dos espaços da UFOP com/e para as atividades presenciais - Protocolos de Biossegurança na pandemia da Covid-19. Segundo ela, o Grupo foi criado para auxiliar na ocupação e uso dos espaços dos campi da UFOP durante o período de suspensão das atividades acadêmicas presenciais e no planejamento para a sua retomada.
 
MODELAGEM - Os professores Alcides Carneiro (Departamento de Física) e Sérvio Pontes Ribeiro (Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente) apresentaram na reunião uma modelagem que será feita das taxas de contaminação por Covid-19 em ambientes internos e externos, que pode ajudar no estabelecimento de políticas e ações estratégicas de combate ao coronavírus em ambientes educacionais e de grande circulação de pessoas.
 
O trabalho de modelagem, de acordo com o professor Alcides, se dará basicamente em duas frentes: uma com ambientes vazios e outra com os ambientes ocupados. No primeiro caso, são medidas as correntes de ar do ambiente e calculadas, a partir daí, possíveis nuvens de contágio. A segunda etapa consiste em simular em computador ambientes similares aos reais, mudando as taxas de ocupação e, segundo a taxa de infecção vigente R, tentar predizer como seria o espalhamento da doença nesses cenários. Com esses cálculos, seria possível saber quantos alunos podem ser alocados em cada sala.

Veja também

22 Janeiro 2021

Buscar meios de ampliar as informações foi um dos temas da reunião remota do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, realizada...

Leia mais

19 Janeiro 2021

O evento "Covid-19, Duas Visões: Escola e Front", que acontece no sábado (23), a partir das 9h, está com inscrições...

Leia mais

15 Janeiro 2021

Em reunião remota realizada ontem (14), o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus retomou as atividades com uma análise da crise...

Leia mais

4 Janeiro 2021

Um grupo formado por pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Oswaldo...

Leia mais