Ir para o conteúdo

Coordenadoria de Restaurantes presta esclarecimentos sobre contrato dos RUs

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
NPG
Institucional
Diante dos questionamentos públicos sobre a qualidade da alimentação fornecida nos restaurantes universitários em Ouro Preto e Mariana, a Coordenadoria de Restaurantes da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace) explicita algumas questões relacionadas ao contrato e à atuação da empresa responsável pelo fornecimento de almoço e jantar nas três unidades.
 
Os alimentos hortifrutigranjeiros passam por um processo de desinfecção antes do preparo — mesmo aqueles que passarão posteriormente pela cocção. A higienização é realizada com produto à base de cloro, ficando os alimentos imersos de 10 a 15 minutos e depois sendo lavados em água corrente. Tanto esse trabalho quanto a seleção dos grãos é feita manualmente, o que aumenta o risco de passar alguma sujidade. No caso do feijão, por exemplo, são preparados cerca de 200 quilos diariamente. Trata-se, portanto, de um processo complexo, o que não justifica a recorrência de problemas. Nesse caso específico, as ocorrências anteriores foram notificadas e a empresa responsável substituiu os alimentos estocados, além de realizar um novo treinamento com a equipe envolvida.
 
O contrato da UFOP com a empresa que realiza o preparo e disponibilização dos alimentos não define a quantidade de profissionais necessários à execução do trabalho — somente o perfil e a nomenclatura dos postos de trabalho, como prevê a Lei de Licitações. Para acompanhar a execução do contrato, três servidoras efetivas da Universidade realizam dois checklists a cada quinzena, tendo como referência o Instrumento de Medição de Resultados (IMR). São verificados 45 itens, distribuídos em 5 grandes áreas: rotinas de serviço; qualidade da refeição transportada; planejamento, organização e coordenação da qualidade e da quantidade de refeições; coordenação e comando das atividades técnicas operacionais; e saúde dos trabalhadores e gêneros da agricultura familiar.
 
A fiscalização é feita com a atribuição de notas para os processos, que variam entre 6,75 (insatisfatório) e 9,0 (muito bom). Com base na média apurada, é definido o faturamento do serviço, podendo haver descontos no valor pago pela UFOP, relacionados a deficiências apontadas. A atual empresa obteve a maior nota possível na primeira avaliação e, na segunda, a média caiu para 7,18, resultando em um abatimento de 10% no valor a ser pago pelas 33.135 refeições disponibilizadas  na primeira quinzena de maio. 
 
A Coordenadoria de Restaurantes tem acompanhado os questionamentos recebidos e está aberta ao diálogo com as entidades de classe e demais representações para elucidar dúvidas e ponderar alterações. Denúncias, críticas e sugestões devem ser feitas pelo e-mail recam@ufop.edu.br.
 
Coordenadoria de Restaurantes 
Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace)
Universidade Federal de Ouro Preto
 

Veja também

16 Abril 2024

A Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) cede terreno ao município para a construção de uma Unidade Básica de Saúde...

Leia mais

15 Abril 2024

A professora do Departamento de Educação da UFOP e secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do Ministério...

Leia mais

12 Abril 2024

O projeto "Eficientização do Sistema de Iluminação da Universidade Federal de Ouro Preto" teve sua obra concluída e a cerimônia...

Leia mais

11 Abril 2024

É com pesar que a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) comunica o falecimento da servidora aposentada Geraldina Chaves de...

Leia mais