skip to content

UFOP cria política de concessão e gestão de Bolsas de Desenvolvimento Institucional

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Foi publicada no Boletim Administrativo desta sexta (22) a Resolução Cuni nº 2169, que estabelece a política de concessão e gestão de Bolsas de Desenvolvimento Institucional (BDI). O objetivo de sua criação foi a "necessidade de tornar mais transparente a concessão e o acesso à bolsa, padronizar valores e carga horária, além de estabelecer um vínculo com o Plano de Desenvolvimento institucional (PDI) da UFOP", explica o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Eleonardo Pereira.
 
As BDIs têm como objetivo proporcionar aos estudantes uma oportunidade de experiência e aprendizagem social, profissional e cultural, permitindo sua participação em situações reais de vida e trabalho. Com essas bolsas, estudantes da UFOP podem vivenciar um pouco do mercado de trabalho dentro da própria Universidade, trabalhando em eventos e setores administrativos, por exemplo.
 
Até a publicação da resolução, cada setor solicitava as bolsas à Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (Proplad), que fazia a concessão de acordo com a disponibilidade de recursos. A partir de agora, o processo de levantamento e atendimento à demanda se dará por meio de edital. As bolsas terão vigência mínima de três e máxima de doze meses, de acordo com a disponibilidade orçamentária da UFOP.
 
O pró-reitor afirma que, para conseguir o orçamento para contratação de bolsistas, "as demandas devem estar necessariamente vinculadas aos Objetivos Estratégicos, Objetivos Específicos e Ações do PDI da UFOP. Além disso, o número de bolsas deverá ser limitado ao teto orçamentário destinado para a ação".
 
O primeiro edital está previsto para o início do semestre 2019/1. Devem participar as pró-reitorias, setores administrativos e unidades acadêmicas que demandarem novas bolsas ou aqueles que já estão dentro do prazo para renovação das bolsas vigentes. Aqueles que não têm prazo de renovação devem participar do edital do próximo semestre. O calendário dos editais será definido pela Proplad de acordo com a demanda. 
 
ROTINA – Vai mudar também a rotina dos bolsistas. Agora são apenas duas categorias de bolsa: R$ 300 (15 horas semanais) e R$ 400 (20 horas semanais). Aqueles que recebem valores diferentes continuarão a receber integralmente no período de vigência da bolsa atual. No entanto, com a aprovação em edital da Proplad, o setor deverá ofertar a bolsa com valor dentro do novo padrão.
 
A política traz ainda regras para a seleção dos bolsistas, exigindo publicação de edital, avaliação de desempenho acadêmico e entrevista, além de ampla divulgação do resultado. O acompanhamento do estudante também será diferente, inclusive com preenchimento de relatório de atividades.
 
Os modelos dos documentos serão divulgados pela Proplad, juntamente com o edital.

Veja também

18 Janeiro 2016

O novo software Pergamum tem previsão para ser implantado a partir da próxima segunda (25/01). Segundo a coordenadora técnica do...

Leia mais

1 Fevereiro 2016

Já foram definidas as datas das reuniões do Conselhos Universitário (CUNI) e de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), que serão...

Leia mais

1 Fevereiro 2016

Em conjunto com as secretarias municipais de saúde de Ouro Preto e Mariana, a UFOP realizou na manhã de segunda...

Leia mais

12 Fevereiro 2016

A manhã desta sexta-feira (12) começou com visitas que proporcionaram uma troca de saberes entre a Universidade Federal dos Vales...

Leia mais