skip to content

Pesquisa realizada no ICSA calcula impacto econômico de estudantes em Mariana

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Com: 
Letícia Lopes - Estagiária
O Programa de Educação Tutorial (PET) Conexão de Saberes, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), divulgou os resultados de uma pesquisa cujo objetivo foi mensurar o impacto econômico da universidade pública na cidade. Os dados mostram que 92% dos estudantes que residem em Mariana não são nascidos na cidade e gastam, em média, um mínimo de R$ 670 por mês. A pesquisa revela ainda que eles movimentam cerca de 30 milhões por ano e que, de 2012 a 2016, foram movimentados 167 milhões.
 
O estudo surgiu a partir da preocupação dos integrantes do PET e de seu coordenador, o professor Francisco Horácio, do Departamento de Economia (Deeco), em informar os moradores e gestores públicos da cidade sobre a importância dos campi da UFOP em Mariana para a economia local. 
 
A pesquisa, iniciada em 2016, foi realizada a partir da coleta de informações demográficas e financeiras dos estudantes por meio de questionários. Foram consultados 109 estudantes, que responderam perguntas sobre moradia, alimentação, lazer e outros gastos. Os pesquisadores utilizaram também os dados abertos da UFOP, para obter informações quantitativas, como o número de matriculados entre o período de 2012 a 2016.
 
Para chegar a esses resultados, alguns pressupostos foram levados em consideração: (I) os estudantes tinham custos fixos nos 12 meses do ano; (II) os estudantes levam 4 anos para se formar; e (III) os estudantes egressos tiveram gastos similares aos dos estudantes que residiam na cidade quando a amostra foi coletada.   
 
O professor do Deeco, Julio Araujo, um dos orientadores do projeto, acredita que "além do comércio local, outros setores, como o imobiliário, sofreriam consequências diretas sem o funcionamento da Universidade". Ao falar da importância desse estudo, ele defende que a UFOP também contribui na capacitação da mão de obra local, além de prestar uma gama de serviços à comunidade com os variados projetos de extensão.
 
O estudante de economia e membro do PET, José Bruno, defende que a Universidade é também um ambiente em que se constrói capital humano por meio do desenvolvimento do conhecimento, e conta que, por esse motivo, se sentiu motivado a estudar os impactos para a comunidade. Ele acredita que "a pesquisa dá os primeiros indícios para que seja possível identificar a importância dos campi da UFOP,  ICSA e ICHS, na economia local de Mariana".
 
Com base nos dados levantados, os estudantes e professores orientadores redigiram um artigo científico, no qual evidenciam sua preocupação em relação ao momento crítico que as universidades públicas vivem. Segundo eles, os anúncios de cortes significativos e a desvalorização do ensino público superior também serviram como motivação para o desenvolvimento da pesquisa e sua apresentação à comunidade.
 
Acesse aqui o resumo do artigo. Em breve, a versão completa será disponibilizada na página do PET no Facebook.

Veja também

8 Abril 2020

O Sistema de Bibliotecas e Informação (Sisbin) da UFOP disponibilizou uma plataforma com conteúdos voltados para a área da Saúde...

Leia mais

7 Abril 2020

A Liga Acadêmica de Fisiologia Endócrina e Metabolismo (Lafem) da UFOP vai debater o tema "Covid-19 x Endocrinologia", abordando esta...

Leia mais

6 Abril 2020

Os formulários do Projeto Coorte de Universidades Mineiras (Cume) serão enviados para o e-mail pessoal ou institucional dos ex-alunos de...

Leia mais

31 Março 2020

O Laboratório de Análise Experimental e Simulação de Sistemas (Laess) do curso de Engenharia Mecânica da UFOP começa a produzir...

Leia mais