skip to content

Termina no sábado (19)

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Com a temática "Desafios e avaliação de aspectos políticos, administrativos e jurídicos das cotas no ensino superior", a programação vai contar com conferência de abertura e uma série de debates, visando uma avaliação crítico-reflexiva da aplicação das políticas de ações afirmativas em seus aspectos políticos, administrativos e jurídicos.
 
O evento é organizado pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), por meio do Núcleo Brasileiro de Estudos Brasileiros e Indígenas (Neabi/UFOP), do Programa de Pós-Graduação em Direito "Novos Direitos, Novos Sujeitos" (PPGD/UFOP), da Associação de Pesquisadores Negros (ABPN) e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação (Anped - GT21), dentre outras instituições. 
 
Neste ano, devido à pandemia da Covid-19, o evento acontece remotamente, de forma síncrona e assíncrona. Vão participar diversos profissionais do norte ao sul do Brasil, dentre eles, representando a UFOP, o pedagogo e pró-reitor adjunto de Graduação, Adilson Pereira dos Santos, e o professor do curso de Direito e pró-reitor de Gestão de Pessoas, Bruno Camilloto. Todos os expositores estão envolvidos com as diversas áreas de atuação da política de ação afirmativa e vão ofertar suas contribuições a partir de suas vivências com a temática.
 
Para Adilson, o Seminário será um momento de grande importância para a discussão sobre políticas de ações afirmativas. "Será um evento que parte da experiência das universidades e instituições de ensino públicas como forma de debater os resultados dessa política pública. Este será um momento de avaliarmos as ações consignadas na reserva de cotas para a população negra (pretos e pardos) instituída no âmbito das políticas que visam reduzir as desigualdades raciais no Brasil”, comenta. 
 
Ele aponta ainda que a UFOP possui conhecimento teórico e prático desenvolvido para realizar o controle social do acesso dos estudantes secundaristas ao ensino superior por meio do procedimento de heteroidentificação. "Hoje a UFOP é reconhecida nacionalmente tanto pelo resultado das pesquisas sobre o tema quanto pela experiência administrativa na aplicação desse procedimento", finaliza.
 
O evento acontece entre os dias 13 e 19 de setembro de 2020. Para participar, os interessados devem se inscrever até 11 de setembro pela plataforma Even3. Após a confirmação da inscrição, é preciso registrar a participação nas atividades. 
 
Confira a programação completa e mais informações no site do evento.

 

Veja também

21 Janeiro 2021

Um artigo publicado em dezembro passado pela revista científica Austral Entomology revelou um novo gênero de formigas-cortadeiras encontradas restritamente na...

Leia mais

14 Janeiro 2021

O professor do Departamento de Serviço Social (Desso) Leonardo Nogueira lançou, em conjunto com o professor Rafael Toitio (IFRN) e...

Leia mais

13 Janeiro 2021

Os registros de Patente de Invenção concedidos pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) são referentes a dois trabalhos coorientados...

Leia mais

5 Janeiro 2021

Desde o início de abril de 2020, os professores Vicente Amorim, do Departamento de Computação e Sistemas (DECSI), e Anliy...

Leia mais