skip to content

Projeto Ser Ciência leva física para crianças durante o Campus Aberto

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Lívia Ferreira
O projeto busca desmistificar a física para as crianças, mostrando que ela pode ser lúdica, divertida, acessível e que pode ser feita por meio de brincadeiras. 
 
Segundo o idealizador do projeto, professor Rodrigo Bianchi, do Departamento de Física, "o principal objetivo é termos condições de demonstrar para as crianças que física não é o bicho de sete cabeças que os alunos defrontam no ensino fundamental e ensino médio". Nesta edição, participaram crianças escoteiras das cidades de Ouro Preto, Mariana, Barbacena, Juiz de Fora, Belo Horizonte, Itabirito, Ouro Branco e Congonhas. O evento ocorreu na manhã do último sábado (29), durante o Campus Aberto, no Instituto de Ciências Exatas e Biológicas (Iceb), e contou com a participação de cerca de 100 crianças. 

ser_ciencia_4.jpg

Lívia Ferreira
O Ser Ciência foi realizado no Iceb e recebeu crianças de diversas cidades mineiras.
 
As atividades consistiram em uma apresentação teatral intitulada "Newton enfiou o pé na jaca" e uma oficina de brinquedos e experimentos científicos, organizadas pelos próprios estudantes do curso de Física ao longo do período letivo. As oficinas visam solidificar os aprendizados obtidos pelas crianças por meio da peça teatral. Os grupos de pequenos escoteiros vindos de diversas regiões de Minas Gerais puderam aprender sobre os eventos físicos presentes na natureza, o que contribui com sua formação pessoal e cognitiva.
 
O projeto é desenvolvido pelos alunos da disciplina Física no Mundo Moderno, ofertada no primeiro período do curso. Além de levar conhecimento para as crianças, a iniciativa visa também trazer aos alunos ingressantes em Física na UFOP o aprendizado de uma forma mais lúdica e conceitual, fazendo com que eles tenham um empoderamento e um sentimento de pertencimento maior em relação ao curso. Com isso, busca-se que eles sejam motivados a continuar na Universidade, reduzindo os índices de evasão.  

ser_ciencia3.jpg

Lívia Ferreira
As oficinas contam com experimentos científicos.
 
Bianchi ainda ressalta que "o Ser Ciência também consiste em desmistificar a física e mostrar que a universidade pública, gratuita e de qualidade é aberta a todos, pois quando trazemos o jovens para dentro da universidade, naturalmente eles podem ter um projeto de vida para eles, para que voltem para cá". 
 
O professor acrescenta que o projeto é composto por cerca de 30 pessoas, que trabalham com a produção do teatro e com a composição das oficinas temáticas. O Ser Ciência está em expansão e deve ser levado às escolas em suas próximas edições. A cada ano é trabalhado um novo tema com alunos diferentes: no primeiro ano o tema foi a história de Santos Dumont, o segundo foi Harry Potter no mundo do Magnetismo e esta terceira edição tratou das leis da física e dos ensinamentos de Newton.

 

Veja também

19 Janeiro 2016

Com uma exposição curricular que mostrará um recorte de todo o aprendizado adquirido ao longo do curso de Museologia da...

Leia mais

22 Janeiro 2016

O professor da UFOP Everton Rocha Soares e a mãe Marlete Rocha Soares emergem nas histórias vividas por sua família...

Leia mais

22 Janeiro 2016

O grupo Mulheres em Chama, formado por estudantes de Artes Cênicas da Ufop, está realizando ensaios abertos como preparação para...

Leia mais

1 Fevereiro 2016

O Projeto Sou Mais Juventude solicita aos docentes da Universidade, que enviem pesquisas e trabalhos desenvolvidos sobre o vazamento de...

Leia mais