skip to content

Cronologia

Cronologia de alguns eventos relacionados à história da UFOP:

DATA

EVENTO

1829

  • Aprovação do projeto de criação da Academia Médico-Cirúrgica de Ouro Preto.                                                    
  • Aprovação do projeto de criação do curso de Ciências Sociais.

1832

  • Reforma do Ensino Médico e criação do curso de Farmacêutico.

1839

  • Criação da Escola de Farmácia e Bioquímica de Ouro Preto, com a implantação do curso de Farmácia.

1875

  • Criação do curso de Engenharia de Minas.

1876

  • Criação da Escola de Minas de Ouro Preto.

1832

  • Aprovação do projeto do curso de Ciências Sociais.

1891

  • Criação do curso de Engenharia Civil.

1893

  • Congresso propõe a Criação da Faculdade de Medicina e Farmácia em Ouro Preto com o objetivo de formar farmacêuticos, bacharéis em Ciências Naturais e Farmácia, doutores médicos, parteiros e cirurgiões dentistas.

1908

  • Escola de Farmácia cria os cursos de Odontologia e de Obstetrícia e Preparatórios.
1937
  • Escola Nacional de Minas e Metalurgia é incorporada pela Universidade do Brasil

1950

  • Federalização da Escola de Farmácia.

1957

  • Criação do curso de Engenharia Geológica.

1957

  • Criação do curso de Engenharia Metalúrgica.

1959

  • Diretores da Escola de Minas e de Farmácia apresentam a Dom Oscar de Oliveira o projeto de lei para a criação da Universidade Federal de Ouro Preto.
1960
  • Escola Nacional de Minas e Metalurgia é desligada da Universidade do Brasil e passa a se chamar Escola de Minas de Ouro Preto

1964

  • Criação da Fundação Marianense de Educação.

1968

  • Determinação da aglutinação de Instituições de Ensino Superior isoladas no Brasil pela criação de distritos geoeducacionais pela Lei 5540/1968.

1969

  • Autorização do funcionamento da Universidade Federal de Ouro Preto pelo Decreto Lei 464, de 11 de fevereiro de 1969, com a fusão da Escola de Farmácia e da Escola de Minas, criando a UFOP pelo Decreto-Lei 778, de 21 de agosto de 1969.
  • Início dos cursos de Letras, Estudos Sociais e Ciências em Mariana.

1970

  • Criação do Centro Desportivo da UFOP.

1972

  • Homologação do primeiro estatuto da UFOP pelo Ministério da Educação.
  • Início do primeiro curso de pós-graduação da UFOP (Aperfeiçoamento em Geologia Econômica) oferecido na modalidade lato sensu pelo Departamento de Geologia.

1978

  • Criação do curso de Nutrição vinculado à Escola de Farmácia

1979

  • Incorporado à UFOP o curso de formação de professores antes lecionado pela Universidade Católica de Minas Gerais, dando origem ao Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS).
  • Criação do curso de Nutrição.

1981

  • Criação do Instituto de Artes e Cultura (IAC) em Ouro Preto.
  • Criação, em Mariana, dos cursos de História e Letras.

1982

  • Criação do Instituto de Ciências Exatas e Biológicas (Iceb)
  • Criação do curso de Ciências da Computação.
1982
  • Início do primeiro curso de pós-graduação stricto sensu da UFOP intitulado Mestrado em Geologia de Reservatórios de Hidrocarbonetos.
1984
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais.
  • Criação do Biotério da UFOP, hoje CCA (Centro de Ciência Animal).
1992
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.

1994

  • Criação da Escola de Nutrição.
  • Criação do curso de Direito.
  • Estruturação do Instituto de Artes e Cultura (IAC) para conter o recém-criado curso de Filosofia, tornando-se Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (Ifac).
  • Criação do NUPEB (Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas).
1995
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas.
  • Transferência da Escola de Minas para o campus Morro do Cruzeiro.
  • Início do primeiro curso de doutorado da UFOP intitulado Doutorado Evolução Crustal e Recursos Naturais.
  • Criação da Rede Temática em Engenharia de Materiais - REDEMAT.
1996
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais.

1998

  • Criação, em Ouro Preto, dos cursos de Artes Cênicas, Ciência Biológicas, Engenharia de Produção, Matemática e Música.
  • Criação do Programa de Prós-Graduação em Engenharia Mineral.
  • Implantação da Rádio UFOP FM
  • Criação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEPE) da UFOP.

1999

  • Criação dos cursos de Física (bacharelado), Música e Química Industrial.

2000

  • Criação dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia de Controle e Automação e Turismo, em Ouro Preto.
  • Início da atuação da UFOP na educação a distância por intermédio do Centro de Educação Aberta e a Distância (Cead).
2001
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental e em Engenharia Geotécnica.
  • Criação do NITE - Núcleo de Inovação Tecnológica com o nome inicial de SIAPI (Serviço de Apoio a Propriedade Intelectual).

2002

  • Criação do Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (Icea), em João Monlevade, com a implantação do curso de Engenharia de Produção.

2005

  • Criação do curso de Sistemas de Informação em João Monlevade.
2006
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Filosofia e em Ecologia de Biomas.
  • Criação do INCULTEC, o Centro de Referência en Incubação de Empresas de Ouro Preto.

2007

  • Criação do curso de Medicina, vinculado à Escola de Farmácia.
  • Criação do curso de Matemática (EaD).
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas e em História.

2008

  • Aprovação da Política de Ação Afirmativa (com reserva de 30% de vagas para egressos de escolas públicas).
  • Criação do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (Icsa), em Mariana, com o início dos cursos de Administração, Ciências Econômicas, Jornalismo e Serviço Social.
  • Criação, em Ouro Preto, dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Educação Física, Estatística, Museologia e Química.
  • Implantação do curso de Pedagogia em Mariana.
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharias das Construções, em Geotecnia, em Educação Matemática e em Sustentabilidade Socioambiental.

2009

  • Criação, em Ouro Preto, dos cursos de Ciência e Tecnologia dos Alimentos e Engenharia Mecânica.
  • Criação, em João Monlevade, dos cursos de Engenharia de Computação e Engenharia Elétrica.
  • Criação do curso de Pedagogia (EaD).
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia.
  • Criação da Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA).

2010

  • Criação do curso de Administração Pública (EaD).
  • Criação da licenciatura em Física.
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Computação, em Letras - Estudos da Linguagem e em Saúde e Nutrição.

2011

  • Adesão da UFOP ao Sistema Unificado de Seleção (Sisu).
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Educação e em Ciências.
  • Início das atividades do Doutorado em Nanotecnologia Farmacêutica (em rede)

2012

  • Aprovação da Lei de Cotas (12.711/2012) com a reserva de 50% das vagas da graduação para egressos de escolas públicas, pessoas de baixa renda, pretos, pardos e pessoas com deficiências.
  • Criação do curso de Geografia (EaD).
2013
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências.
2014
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Artes Cênicas e em Química.
  • Transferência da Escola de Farmácia para o campus Morro do Cruzeiro.
2015
  • Criação do Programa de Pós-Graduação em Comunicação.
  • Início das atividades do Mestrado Profissional de Matemática (em rede nacional)
2016
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Economia Aplicada e em Instrumentação, Controle e Automação de Processos de Mineração (ITV).
  • Início das atividades do Doutorado em Química Multicêntrico
2017
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Direito e em Saúde (em rede).

2018

  • Criação, em Ouro Preto, do curso de Engenharia Urbana.
  • Criação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e em Engenharia Mecânica.

2019

  • 50 anos da UFOP.